quinta-feira, 29 de setembro de 2011

Serialização e linha de montagem: produzindo problemas e soluções

As transformações ocorridas no mundo do trabalho são o resultado, principalmente, da automação ou introdução de inovações tecnológicas. Quando citado o termo "inovações", está referido a máquinas. As máquinas começaram a serem criadas a partir dos séculos XVIII e XIX, em meio a Industrialização dos países. Essas tinham a função de facilitar o trabalho das pessoas, porém elas acabaram substituindo esse trabalho.
Então se surge a necessidade da criação de uma organização do trabalho e do processo de produção, com o objetivo de introduzir o trabalhador num processo em que ele produzisse mais em menor tempo.
Agregadas a isso, está o Taylorismo e o Fordismo: dois tipos de organização, que posteriormente foram mixadas.
O Taylorismo foi criado por Frederick Taylor, este defendia que os operários deveriam ter uma função fixa, executar o trabalho em determinado tempo, enquanto era supervisionado.
O Fordismo fo criado por Henry Ford, este defendia que os operários deveriam também ter uma função fixa, baseada em produção em massa (produção de produtos padronizados em grande escala) com a utilização de uma esteira ( como a usada em Industrias de Automóveis).
 O fordismo-taylorismo foi a união entre a utilização da esteira e do controle de tempo. Esse método foi extremamente usado durante a década de 1960, período o qual era usada a produção em massa padronizada e trabalhador que operava as máquinas.
*De acordo com as ideias do texto: 
Impactos positivos: criação de máquinas, novos empregos, novas organizações de trabalho, facilitar a vida e o trabalho das pessoas.
Impactos negativos: exploração dos operários, consumismo, exploração de recursos naturais, entre outros.

Nenhum comentário:

Postar um comentário